Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/9375
Title: Avaliação da coordenação motora em crianças praticantes de trampolim e praticantes de outras atividades físicas
Authors: Coelho, Luís Fernando Rios
Advisor: Ferreirinha, José Eduardo Fernandes
Keywords: coordenação motora
teste KTK
crianças
Issue Date: 10-Apr-2019
Abstract: Introdução: Para o adequado desenvolvimento motor da criança, é fundamental que vivencie diversas experiências no seu quotidiano. Estas diferentes atividades, juntamente com o crescimento e maturação vão permitir uma melhoria das capacidades físicas e da coordenação motora. Assim, importa privilegiar, na infância, atividades físicas que ofereçam diferentes estímulos, quer na sua variedade como na sua complexidade. Neste sentido, a prática de trampolim surge como uma atividade com potencial para melhorar a coordenação motora, tendo em conta o elevado grau de complexidade de estímulos motores e sensoriais que a prática da modalidade oferece. Objetivo: O presente estudo teve como objetivo efetuar a avaliação da coordenação motora em crianças do 1º Ciclo do Ensino Básico (CEB), praticantes de trampolim e praticantes de outras atividades físicas. Materiais e Métodos: A amostra foi constituída por 117 crianças (61 raparigas e 56 rapazes) com idades compreendidas entre os 6 e 9 anos. Para a avaliação da coordenação motora (CM) foi utilizado o teste KTK (Körperkoordination Test für Kinder), tendo sido calculado o coeficiente motor (QM) para cada elemento. Foi realizada um análise estatística descritiva. Resultados: Os resultados revelaram que o trampolim foi a modalidade que apresentou um valor médio QM mais elevado (116,44 ± 10,06), enquadrando-se estes resultados na categoria de boa coordenação (QM entre 116 e 130), sendo a única modalidade a conseguir esta classificação. Na comparação de género entre as modalidades, o trampolim apresentou valores de QM mais elevados em ambos os sexos. Conclusão: Seguindo a proposta inicial do estudo, foi possível concluir que os elementos praticantes de trampolim apresentaram um valor médio de QM significativamente maior aos valores apresentados para os praticantes de outros tipos de atividade física (AF). As diferenças verificadas relativamente ao valor de QM foram estatisticamente significativas, p=0,001 (p<0,05) com um nível de confiança de 95%. Estes achados refletem assim, um nível de coordenação motora superior para as crianças que praticam esta modalidade
Introduction: For the proper motor development of the children, it is fundamental that they have several experiences in their daily life´s. These different activities along with growth and maturation will allow an improvement of physical capacities and motor coordination. Thus, it is important to privilege, in childhood, physical activities that offer different stimuli, both in their variety and complexity. In this sense, the practice of trampoline seems to be an activity with potential to improve motor coordination, regarding the high degree of complexity of motor and sensorial stimuli witch this sport can offer. Objectives: The present study aimed to evaluate the motor coordination in children of the 1st ECB, trampoline practitioners and children with of other physical activities. Methods: The sample consisted of 117 children (61 girls and 56 boys) aged between 6 and 9 years. The KTK (Körperkoordination Test für Kinder) test was used for the evaluation of motor coordination (MC), and the motor coefficient (MQ) for each element was calculated. A descriptive statistical analysis was performed. Results: The results showed that the trampoline was the modality that presented a higher average MQ value (116.44 ± 10.06), and these results were classified in the category of good coordination (MQ between 116 and 130), the only modality being achieve this classification. In the comparison of gender between modalities, the trampoline showed higher motor coordination values in both sexes. Conclusion: Following the initial propouse, trampoline trainees had a significantly higher average value of MQ than the values presented for practitioners of other types of PA. The differences observed for the QM value were statistically significant, p = 0.001 (p <0.05) with a confidence level of 95%, reflecting a higher level of motor coordination for children practicing this modality.
Description: Dissertaçao de Mestrado em Ensino da Educação Física nos Ensinos Básico e Secundário
URI: http://hdl.handle.net/10348/9375
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:DCDES - Dissertações de Mestrado
TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Luís Fernando Rios Coelho.pdf4,24 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.