Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/9445
Title: Composição e bioatividade de óleos essenciais de Thymus vulgaris, Thymus citriodorus e Thymus fragrantissimus
Authors: Sampaio, Paulo Jorge Oliveira
Advisor: Santos, Fernanda Maria Madaleno Rei Tomás...
Silva, Amelia Maria Lopes Dias Da
Keywords: Thymus
Bioatividades
Issue Date: 14-Jun-2019
Abstract: Tem havido uma crescente popularidade no uso de plantas medicinais e aromáticas, como é o caso de várias espécies do género Thymus L., nome comum tomilho, às quais têm sido atribuídas várias propriedades medicinais, tais como: antifúngica, antibacteriana, antioxidante, anti-inflamatória, entre outras. Neste trabalho foram utilizadas as espécies Thymus vulgaris, Thymus  citriodorus e Thymus fragrantissimus. O trabalho dividiu-se em 3 fases principais, uma primeira de cultura in vitro de plantas, com o objetivo de colocar exemplares in vitro e perceber quais as dificuldades de cultura destas espécies. Seguida de extração de óleos essenciais das plantas mencionadas e avaliação da sua composição química. E por fim uma avaliação da bioatividade dos óleos essenciais, tanto da sua citotoxicidade como da sua atividade antiinflamatória (a concentrações não citotóxicas). Relativamente à primeira fase, a grande quantidade de contaminação e agressividade da descontaminação, tornam o estabelecimento das espécies in vitro num estudo muito difícil. A desinfeção que originou melhores resultados foi a de 2 partes de lixívia para 3 partes de água, durante 45 minutos, apenas no caso do Thymus x citriodorus e do Thymus vulgaris. Na segunda fase, os rendimentos da extração dos óleos essenciais obtidos foram, 0,0216% para o Thymus x citriodorus, 0,0989% para o Thymus fragrantissimus e 0,057% para o Thymus vulgaris. Os compostos maioritários encontrados foram, o Geraniol (72,85%) no Thymus x citriodorus, o Borneol (69,30%) no Thymus fragrantissimus e o Geraniol (41,20%), o Timol (15,68%) e o p-Cimeno (10,01%) no Thymus vulgaris. Na última fase deste trabalho, foi usada a linha celular Raw 264.7 para a avaliação da citotoxicidade e da atividade anti-inflamatória dos óleos essenciais. Na avaliação da citotoxicidade foram realizados 2 ensaios com as concentrações de 1, 25, 50, 100 e 200 μg/mL e de 10, 20, 30, 40 e 50 μg/mL com tempo de exposição de 24 e 48 h, observando-se que o de Thymus vulgaris é o que apresenta maior citotoxicidade. Na atividade antiinflamatória foram usadas concentrações de 1, 5 e 10 μg/mL, observando-se que o de Thymus x citriodorus era o que apresentava maior atividade anti-inflamatória e que o de Thymus vulgaris apresentava atividade pró-inflamatória.
There has been a growing popularity in the use of medicinal and aromatic plants, as is the case of specied from the genus Thymus, common name thyme, which have been shown to present various medicinal properties, such as: antifungal, antibacterial, antioxidant, antiinflammatory, among others . In this work the species Thymus vulgaris, Thymus  citriodorus and Thymus fragrantissimus were used. The work was divided into 3 main phases, the first one the in vitro culture of plants, with the objective of placing in vitro specimens and to realize the difficulties of culturing these species. The second phase was the extraction of essential oils, from the plants mentioned, and evaluation of their chemical composition. And, finally an evaluation of the bioactivity of the essential oils, both concerning its cytotoxicity and its anti-inflammatory activity (at non-cytotoxic concentrations). In relation to the first phase, the great amount of contamination and aggressiveness of the decontamination, make in vitro establishment of the species under study very difficult. The best-performing disinfection was 2 parts bleach to 3 parts water, for 45 minutes, only for Thymus x citriodorus and Thymus vulgaris. In the second phase, extraction yields of the essential oils obtained were 0.0216% for Thymus x citriodorus, 0.0989% for Thymus fragrantissimus and 0.057% for Thymus vulgaris. The major compounds were Geraniol (72.85%) in Thymus x citriodorus, Borneol (69.30%) in Thymus fragrantissimus and Geraniol (41.20%), Thymol (15.68%) and p-Cymene (10.01%) in Thymus vulgaris. In the last phase of this work, Raw 264.7 cells were used for the evaluation of essential oils induced cytotoxicity and anti-inflammatory activity. Concerning to cytotoxicity, 2 assays were performed with concentrations of 1, 25, 50, 100 and 200 μg / mL and of 10, 20, 30, 40 and 50 μg / mL with exposure time of 24 and 48 h, Thymus vulgaris essential oils is the one producing the highest cytotoxicity. Anti-inflammatory activity was teste with concentrations of 1, 5 and 10 μg / mL, with Thymus x citriodorus being the one with the highest antiinflammatory activity and Thymus vulgaris showing pro-inflammatory activity.
Description: Dissertação de Mestrado em Biotecnologia para as Ciências da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10348/9445
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:DGB - Dissertações de Mestrado
TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mestrado Paulo final versao nova_AS.pdf 2.pdf
  Until 2020-06-15
1,44 MBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.