Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/9458
Title: As possíveis contribuições das aulas de educação física escolar para a competência motora da criança de 4 e 5 anos de idade no Município de Barra Mansa
Authors: Souza, Sairita Griego de
Advisor: Gomes, Isabel Maria Rodrigues
Keywords: Criança
Educação Física
Issue Date: 19-Jan-2018
Abstract: O desenvolvimento de habilidades motoras fundamentais, na perspectiva de uma prática apropriada ao nível de desenvolvimento infantil, deveria se constituir em foco de atenção e prioridade de programas de movimento. (Valentini 2002). O objetivo do presente estudo foi investigar o desempenho motor de crianças com aulas de educação física na escola e crianças que não tem acesso a essa prática. Meninos e meninas entre 4 e 5 anos de idade no município de Barra Mansa, estado do Rio de Janeiro. Para a composição da amostra, foram selecionadas 100 crianças de três escolas municipais, divididos entre crianças que praticam aulas (n=50) e que não praticam (n=50). Para a recolha de dados foi utilizado um questionário com o objetivo de traçar o perfil diário dos sujeitos da pesquisa. Questionário da Health Behavior in school- aged Children (HBSC). Posteriormente aplicaram a bateria teste TGMD2-Test of Gross Motor Develoment- SecondEdition que avalia o comportamento motor nas habilidades de locomoção e controle deobjeto. (Valentini, et al., 2008). Os resultados relativos ao perfil motor masculino revelou que (44,4%) das crianças de 4 anos sem educação física apresenta uma classificação “Muito Pobre” em relação às crianças que fazem aula de educação física com (23,1%). Para as crianças de 5 anos verificou- se uma elevação desta média de (59%) para crianças sem essa prática e apenas (8%) para crianças que praticam aula de educação física. Na avaliação do perfil feminino (50%) das crianças de 5 anos sem aula apresenta uma classificação “Muito Pobre” e (17%) para as meninas participantes dessa prática. Após a discussão dos resultados, identificou-se a existência de uma superioridade em ambos os gêneros que praticam aulas de educação física no que diz respeito a soma de acertos. Ao compararmos os meninos e meninas com e sem educação física verificamos que existem diferenças estatisticamente significativas apenas nos grupos de 5 anos. Constatou-se que a prática orientada nas aulas de educação física podem contribuir de fato nas habilidades motoras das crianças de 5 anos, durante o tempo de aula a criança beneficia- se de experiencias motoras o que comprova a superioridade das crianças que não apresenta esses ganhos.
The development of fundamental motor skills, from the perspective of on appropriate practice at the level of child development, should become the focus of attention and priority of movement programs. . (Valentini 2002). The objective of the present study was to investigate the motor performance of children with physical education classes in school and children who do not have access to this practice. Boys and girls between 4 and 5 years of age in the municipality of Barra Mansa, state of Rio de Janeiro. For the composition of the sample, 100 children from three municipal schools were selected, divided into children who practice classes (n=50) and who do not practice (n=50). To collect data, a questionnaire was used to trace the daily profile of the subjects. Questionnaire Health Behavior in School- aged Children (HBSC). Later they applied the test battery TGMD2- test of Gross Motor Develoment- Second Edition that evaluates the motor behavior in the abilities of locomotion and control ofobject. The results of the male motor profile revealed that (44.4 %) of the 4 year olds without physical education had a “Very Poor” rating in relation to the children who attended the class with (23.1%). For the five year olds, there was an increase of this average of (59%) for children without this practice and only (8%) for children who practice class. It was observed that in the evaluation of the female profile (50%) of 5 year olds with no class presents a “Very Poor” and (17%) classification for the girls participating in this practice. After discussing the results, the existence of superiority was identified in both genders who practice physical education classes with respect to the sum of correct answers. When comparing boys and girls with and without physical education we found that there are statistically significant differences only in the 5 year groups. Based on the results analyzed, it was verified that the practice oriented in physical education classes can actually contribute to the motor skills of 5 year olds. During the lesson the child benefits from motor experiences, which proves the superiority of children who do not have these gains.
Description: Mestrado em Educação Física e Desporto – especialização em desenvolvimento da criança
URI: http://hdl.handle.net/10348/9458
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:DCDES - Dissertações de Mestrado
TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sairita Souza.pdf1,11 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.