Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10348/9472
Título: Resposta hormonal e metabólica aguda à execução de exercícios de treino de força de forma simultânea e isolada
Autor: Matos, Fábio Mota
Orientador: Alves, José Manuel Vilaça Maio
Palavras-chave: Treinamento Simultâneo
Treinamento Isolado
Data: 8-Jul-2019
Resumo: Devido à epidemia da obesidade e sobrepeso, das sociedades modernas e em vias de desenvolvimento, e do culto do corpo, existe uma procura de criar sessões de exercícios físicos que promovam um dispêndio energético superior e que, igualmente, proporcionem um ambiente anabólico favorável à manutenção da massa muscular. Neste contexto surge a execução simultânea de exercícios de treino de força (TF) que utilizem os membros inferiores e superiores e em que a intensidade da carga possa ser ajustada para cada exercício. Desta forma, o objetivo do estudo foi comparar as respostas agudas hormonais e metabólicas entre a execução do TF com exercícios simultâneos (SS) e exercícios de TF tradicional, aqui denominados de isolados (SI). A amostra foi composta por 9 homens caucasianos (23.20±2.94 anos) que realizaram os exercícios de TF (Prensa de pernas 45º (PP45º), Supino Inclinado com Halteres (SIH), Flexão de joelhos (FJ), Remada de Costas com Halteres (RCH). Em ambas as sessões (SS e SI) foram realizadas 3 séries de 10 repetições dos exercícios P45º, SIH, FJ e RH com uma carga correspondente à 10 RM, com 60 segundos de intervalo entre as séries, e somente diferindo entre si na forma de execução dos exercícios. Na sessão SS foram realizados simultaneamente os exercícios PP45º com o SIH (PP45º+SIH) e o FJ com o RH (FJ+RCH). Na SI foram realizados os exercícios de forma isolada seguindo a ordem anteriormente descrita. Nas duas sessões foi medido o consumo de oxigénio (VO2) antes, durante e 30 min após a sessão de exercícios. Foi, igualmente, efetuada a recolha dos valores sanguíneos séricos de Testosterona, Cortisol, Hormona de Crescimento e da Proteína de Transporte da IGF-I do tipo 3 em repouso (T0), imediatamente após a sessão (T1) e 15 min após a sessão (T2) da sessão de exercícios. Os valores Absolutos (p<0.0001) e Relativos (p=0.005) de VO2 e Frequência Cardíaca (FC) (p<0.0001) foram significativamente superiores quando foi realizado o protocolo de treino SS em comparação ao SI. Ambos os protocolos tiveram um aumento significativo em relação ao consumo de oxigênio quando comparados com os valores de repouso (p<0.0001). As concentrações séricas de Cortisol e Hormona do Crescimento foram significativamente superiores em T2 no protocolo SS em relação ao protocolo SI (p = 0.007 e p = 0.019, respetivamente). Tendo como base os resultados do presente estudo de que o protocolo de treino de força simultâneo promove um aumento do dispêndio energético em menor tempo quando comparado ao método tradicional isolado (SI). Aumentando também as concentrações de Cortisol e Hormonal do Crescimento.
Due to the epidemic of obesity and overweight, modern and developing societies, and body worship, there is a quest to create physical exercise sessions that promote superior energy expenditure while also providing an anabolic environment favorable to maintenance of muscle mass. In this context, the simultaneous execution of strength training exercises (ST) using the lower and upper limbs and in which the intensity of the load can be adjusted for each exercise. Thus, the objective of the study was to compare the acute hormonal and metabolic responses between the execution of ST with simultaneous exercises (SS) and traditional ST exercises, here called isolates (SI). The sample consisted of 9 caucasian men (23.20 ± 2.94 years old) who performed the exercises of ST (45º Leg press (LP), inclined chest press with dumbbells (ICP), Leg curl (LC), back row with dumbbells (BR)). In both sessions (SS and SI) there were performed three sets of 10 repetitions of exercises LP, ICP, LC and BR with a load corresponding to 10 RM, with 60 seconds of interval between the series, and only differing in the form. In the SI, the exercises were carried out in isolation, following the order previously described. In the SS, the PP45 exercises were performed simultaneously with the LP + ICP and the LC + BR. VO2 was measured before, during and 30 min after the exercise session. Blood samples were also collected from Testosterone, Cortisol, Growth Hormone and Transport Protein from IGF- I of type 3 at rest (T0), immediately after the session (T1) and 15 min after the session (T2) of the exercise session. The absolute values (p <0.0001) and relative (p = 0.005) VO2 and Heart Rate (HR) (p <0.0001) were significantly higher when the SS training protocol was performed in comparison to the SI. Both protocols had a significant increase in relation to the oxygen consumption when compared with the resting values (p <0.0001). Serum Cortisol and Growth Hormone concentrations were significantly higher in T2 in the SS protocol than in the SI protocol (p = 0.007 and p = 0.019, respectively). Based on the results of the present study that the simultaneous strength training protocol promotes an increase in the energy expenditure in a shorter time when compared to the traditional isolated method (IS). Also increasing concentrations of Cortisol and Growth Hormone.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Ciências do Desporto – Especialização em Atividades de Academia
URI: http://hdl.handle.net/10348/9472
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:DCDES - Dissertações de Mestrado
TD - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO REVISADA DEFINITIVA pdf.pdf830,56 kBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.