Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/9500
Title: Estudo da eficiência alimentar e a sua relação com indicadores económicos em explorações leiteiras da Beira Litoral
Authors: Mateus, Ana Sofia Botelho
Advisor: Gomes, Maria José Marques
Sousa, João Paulo Ferraz e
Keywords: IOFC
Eficiência alimentar
Issue Date: 19-Jul-2019
Abstract: Com a realização deste trabalho, pretendeu-se analisar a eficiência alimentar (EA) e o Income over feed cost (IOFC) de sete explorações leiteiras da Beira Litoral, associadas da Lacticoop e identificar os pontos críticos que podem ser intervencionados tendo em vista melhorar a sua rentabilidade. Foram recolhidos dados nas explorações em estudo e na Lacticoop, no período de março a junho de 2018. As principais variáveis em estudo foram a EA, a receita proveniente do leite, o custo alimentar, a produção de leite teórica e real (leite vendido), o IOFC teórico e real das vacas em lactação e o IOFC teórico e real das vacas totais (inclui as vacas em lactação, vacas secas e novilhas gestantes próximas da data prevista de parto).Em termos de EA, concluiu-se que as explorações se encontram dentro dos valores padrão, sendo a exploração C a que mais se destaca, apresentando uma EA mais consistente e elevada (média de 1,66 com 175 dias em leite). As explorações em estudo, apresentaram para as vacas em lactação, um IOFC teórico e real, respetivamente, de 4,51 e 4,17 €/vaca/dia. Relativamente às vacas totais, verificou-se um IOFC teórico e real, respetivamente, de 3,08 e 2,82 €/vaca/dia. Verificou-se ainda que explorações estavam a perder em média 1 litro de leite/vaca/dia, devido a mamites. Em termos médios, entre o IOFC teórico e IOFC real, tanto nas vacas em lactação como nas vacas totais, verificou-se que as explorações estariam a perder em média 0,3€ por vaca por dia. A percentagem de animais em fase não lactante, afetou o valor de IOFC das vacas totais. Verificou-se em algumas explorações, que custos alimentares mais elevados, originaram um maior IOFC, ou seja, os animais conseguiram compensar o custo alimentar em termos produtivos (produção de leite e/ou qualidade), proporcionando um maior retorno económico. Em algumas explorações, a utilização de luzerna encareceu o arraçoamento, em contrapartida a introdução da silagem de erva no arraçoamento das explorações levou a melhores valores de IOFC. O custo alimentar das vacas em produção, foi de 5,62€, já o custo alimentar das vacas totais foi de 4,91€, representando, respetivamente, mais de 50 e 60% da receita proveniente do pagamento do leite. Concluiu-se que as explorações conseguiriam melhorar a EA e o IOFC, caso produzissem forragens de melhor qualidade. De forma a comparar o IOFC das explorações, corrigiu-se a produção de leite para ECM (leite corrigido pelo teor de energia), excluindo-se assim o efeito do bónus de qualidade no pagamento do leite, permitindo assim uma avaliação mais equilibrada das explorações. Os dados obtidos neste trabalho, não demonstraram a existência de uma relação entre a EA e o IOFC.
The objective of this work was to analyze the feed efficiency (FE) and the income over feed cost (IOFC) of seven dairy farms in Beira Litoral, associated with Lacticoop, and to identify the critical points that can be addressed in order to improve the profitability. The data were collected from the farms in study and at Lacticoop, from March to June of 2018. The main variables studied were FE, milk revenue, feed cost, theoretical and actual milk production (milk sold), the theoretical and real IOFC of lactating cows, the theoretical and real IOFC of the total cows (including lactating cows, dry cows and pregnant heifers near the expected date of calving). In terms of FE, it was concluded that the farms are within the standard values, with C farm being the one that stands out the most, presenting a more consistent and higher FE (mean of 1.66 with 175 days in milk). The farms under study presented a theoretical and real IOFC, respectively, of 4,51 and 4,17 € / cow / day for lactating cows. For the total cows, was verified a theoretical and real IOFC of 3,08 and 2,82 € / cow / day, respectively. It was also found that farms were losing an average of 1 liter of milk / cow / day, due to mastitis. In average terms between theoretical IOFC and real IOFC, both for lactating cows and for total cows, it was found that farms were losing an average of 30 cents per cow per day. The percentage of non-lactating animals affected the IOFC value of the total cows. It has been found in some farms that higher feed costs have resulted in higher IOFCs, that is, the animals have been able to compensate the cost of feed with productivity (milk production and / or quality), providing a higher economic return. In some farms, the use of alfafa increased the cost of feed, by contrast, the introduction of grass silage in the farm ration led to better IOFC values. The feed cost of the cows in production was 5,62 €, while the total feed cost of the cows was 4,91 €, representing, respectively, more than 50% and 60% of the milk revenue. It was concluded that farms could improve FE and IOFC if they produced better silage. In order to compare the IOFC of farms, ECM (energy-corrected milk) milk production was corrected, excluding the effect of the quality bonus on milk payment, allowing a more balanced assessment of the farms. The data obtained in this study did not verify the existence of a relation between the FE and the IOFC.
Description: Relatório de Estágio de Mestrado em Engenharia Zootécnica
URI: http://hdl.handle.net/10348/9500
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:DZOO - Dissertações de Mestrado
TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Sofia Botelho Mateus.pdf1,18 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.