Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/9581
Title: Ser feliz é?: estudo de análise compreensiva da felicidade e suas representações e significados nas crianças
Authors: Torres, Diana Filipa Teixeira
Advisor: Costa, Sonia Isabel Remondes
Keywords: felicidade
infância
Issue Date: 8-Aug-2019
Abstract: O presente estudo teve como objetivo analisar compreensivamente a perceção que 73 crianças do 1º e 2º ciclo (2ª e 3ª infância) têm acerca da felicidade, bem como, as representações e significados que estas lhe atribuem. Esta investigação assenta numa metodologia qualitativa, com delineamento transversal, onde as crianças foram convidados a responder a um questionário sociodemográfico, a uma escala de item único - Escala de Faces de Andrews (McDowell & Newell, 1996) - e ainda a 11 questões de uma entrevista semiestruturada (Giacomoni, 2002). As transcrições das respostas das crianças foram analisadas com base em procedimentos sugeridos pela análise de conteúdo, que permite identifica categorias temáticas entre as respostas fornecidas pelas crianças (Bardin, 2011). Os resultados desta investigação ajudaram a compreender a perceção que as crianças têm sobre a felicidade, em geral, e sobre a sua própria felicidade, revelando que as crianças se consideram felizes. Através da análise do discurso emergiram quatro categorias dominantes: família, amizades, sentimentos e lazer. A realização de pesquisas baseadas na perceção das crianças sobre felicidade fornece orientações para melhor compreensão deste constructo nesta fase particular do desenvolvimento do ser humano, facilitando, por outro lado, indicações importantes a ter em conta na elaboração de programas de promoção da felicidade infantil.
The present study aims to comprehensively analyze the perception that the children at the 1st and 2nd school level (2nd and 3rd childhood) have about happiness, as well as the representations and meanings that they attribute to it. This research is based on a qualitative, cross-sectional methodology, where children were invited to respond to a sociodemographic questionnaire, on a single item scale - Andrews Faces Scale (McDowell & Newell, 1996) semi-structured interview (Giacomoni, 2002). Transcripts of the children's responses were analyzed based on procedures suggested by the content analysis, which allows identifying thematic categories among the responses provided by children (Bardin, 2011). The results of this research helped to understand children's perception of happiness in general and their own happiness, revealing that children consider themselves happy. Through the discourse analysis emerged four dominant categories: family, friendships, feelings and leisure. Conducting research based on the children's perception of happiness provides guidelines for a better understanding of this construct at this particular stage of human development, while facilitating important indications to be taken into account when designing programs to promote child happiness.
Description: Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica
URI: http://hdl.handle.net/10348/9581
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:DEP - Dissertações de Mestrado
TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Diana Torres Final.pdf1,75 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.