Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/9588
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorRodrigues, Marinapt_PT
dc.contributor.authorCardoso, Francisco Manuel Dos Santospt_PT
dc.date.accessioned2020-01-21T11:15:38Z-
dc.date.available2020-01-21T11:15:38Z-
dc.date.issued2018-08-31-
dc.identifier.citationRodrigues, Marina, & Cardoso, F. (2018). Processo de enfrentamento e de significação da doença em mulheres com cancro da mama: Uma análise fenomenológica interpretativa. Proceedings from the 4o Congresso Ordem dos Psicólogos Portugueses, The Psychologist: Practice & Research, Vol 1(1), Supplement 2, 112-116. DOI: https://10.33525/pprj.v1i1.70pt_PT
dc.identifier.issn2184-3317-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10348/9588-
dc.description.abstractIntrodução: O cancro da mama é o tipo de cancro com maior taxa de incidência e prevalência na população feminina em Portugal. O confronto psicológico com a doença pode provocar angústia existencial e perda de sentido conduzindo a pessoa doente a um processo de busca de ressignificação da experiência vivida, com possíveis desfechos distintos. Objectivos: Neste trabalho pretendemos examinar, mediante um estudo de caso, o processo de resposta psicológica de significação da experiência vivida no confronto com a referida doença oncológica. Métodos: A amostra restringe-se a uma participante com historial de patologia mamária, seguida num centro oncológico da região norte do país. Através da análise fenomenológica interpretativa investigamos as experiências e significados pessoais da participante após o diagnóstico e tratamentos. Resultados: Constituem oito temas gerais e treze subtemas com correspondência a unidades de significação que presidem ao enfren- tamento da doença oncológica e que estruturam a unidade psicológica da doente perante tão grave adversidade. Discussão: Analisando a experiência singular de quem viveu diretamente com a doença esperamos compreender a influência dos aspetos psicológicos e busca de significado, associados à maior ou menor capacidade de enfrentamento. Acreditamos que uma melhor compreensão da contextura “doente, tratamento e estrutura de significados” possa contribuir para uma intervenção psicológica co- adjuvante mais adequada, em favor da recuperação do estado de saúde. Palavras-chave: Cancro da mama, Ajustamento psicológico, Significados pessoais, Análise fenomenológica interpretativa.pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.publisherOPP - Ordem dos Psicólogos Portuguesespt_PT
dc.relation.ispartofseriesSuppl. 2;-
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.subjectCancro da mamapt_PT
dc.subjectAnálise fenomenológica interpretativapt_PT
dc.subjectInterpretative phenomenological analysispt_PT
dc.titleProcesso de enfrentamento e de significação da doença em mulheres com cancro da mama: uma análise fenomenológica Interpretativapt_PT
dc.typeconferenceObjectpt_PT
degois.publication.firstPage112pt_PT
degois.publication.issue1pt_PT
degois.publication.lastPage116pt_PT
degois.publication.locationLisboapt_PT
degois.publication.titleThe Psychologist: Practice & Research Journalpt_PT
degois.publication.volume1pt_PT
dc.relation.publisherversionhttp://www.psyprjournal.com/index.php/PPRJ/issue/view/8pt_PT
dc.peerreviewedyespt_PT
Appears in Collections:DEP - Artigo de Conferência em Revista Científica Indexada

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018 IPAcancroMama,ProceedingsOPP.pdfCancro_mama_IPA613,66 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.