Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/9729
Title: Resistência a antiparasitários em estrongilídeos gastrointestinais de ovinos
Authors: Oliveira, Ana Filipa Raso
Advisor: Lopes, Ana Patricia Antunes
Keywords: Anti-helmínticos
Doenças parasitárias
Issue Date: 13-Jan-2020
Abstract: Os estrongilídeos gastrointestinais são um dos maiores problemas sanitários enfrentados pelas explorações de ovinos, podendo mesmo levar a grandes perdas económica. Assim sendo, os anti-helmínticos são extensamente utilizados nestes animais de forma a controlar as parasitoses e os seus efeitos. Este uso excessivo de anti-helmínticos levou ao aparecimento de resistências a estes fármacos, o que leva a uma maior dificuldade no controlo das parasitoses, bem como a maiores perdas para a exploração. O presente estudo teve como objetivo diagnosticar a presença de resistência aos antihelmínticos numa exploração em França após uma suspeita prévia de resistência, através da realização do teste de redução da contagem de ovos fecais (TRCOF). Neste estudo foram testados seis fármacos anti-helmínticos em seis grupos de dez animais, existindo também um grupo controlo, ao qual foi administrado água. Verificou-se que a percentagem de redução de ovos fecais após administração de levamisol foi de 71,5%, sendo possível concluir que existe diminuição de eficácia a este fármaco por obtermos uma percentagem de redução inferior a 95%. Os resultados obtidos neste estudo, quando comparados com a restante bibliografia existente sobre esta temática, demostram a importância de boas práticas na administração de antiparasitários e maneio dos ovinos, de forma a manter a eficácia dos anti-helmínticos existentes. Demostram também que a resistência aos anti-helmínticos é um problema cada vez mais disseminado, existindo a necessidade de se aplicarem medidas alternativas de controlo das parasitoses para além da utilização de fármacos antiparasitários.
The gastrointestinal strongyles are one of the biggest problems faced by the ovine industry, leading to big economic losses. That being said, the anthelmintic are extensively used in this animals to control parasitic infections and their effects. This excessive use of anthelmintics led to the emergence of resistance to these drugs, leading to a higher difficulty on the control of parasitic infections as well as enormous losses to the industry. The objective of the present study was to diagnose the presence of resistance to the anthelmintics in a French farm after previous suspicion of resistance, through the realization of the faecal egg count reduction test (FECRT). In this study six anthelmintic drugs were tested in six groups of ten animals. A control group was also included, with the administration of water. It was verified that the percentage of egg count reduction for levamisole was 71.5%, concluding that a lack of efficacy exists to this drug because the reduction percentage was inferior to 95%. The results obtained in this study, when compared with other consulted bibliography about this theme, demonstrate the importance of good practices of deworming and management in sheep, in order to maintain the existent efficacy of anthelmintics. They also demonstrate that resistance to anthelmintics is an increasingly widespread problem, emphasizing the urgency to apply alternative parasite control measures beyond the use of antiparasitic drugs
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10348/9729
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:DCV - Dissertações de Mestrado
TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Filipa Raso Oliveira.pdf
  Until 2023-01-13
2,2 MBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.