Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/9905
Title: Corte de caudas vs. mordedura de caudas
Authors: Parreiras, Mara Filipa Lopes
Advisor: Monteiro, Divanildo Outor
Silva, Severiano José Cruz da Rocha e
Keywords: bem-estar animal
caudofagia
Issue Date: 21-Jan-2020
Abstract: O corte de cauda é uma prática realizada no dia-a-dia na exploração de suínos onde decorreu o estudo, com o objetivo de reduzir as mordeduras de cauda, comportamento designado por caudofagia. No entanto, a legislação recomenda que o corte de cauda não deve ser feito de forma rotineira, pretendendo suprimir o procedimento. A incidência do comportamento de mordedura de caudas foi maior em porcos com caudas intactas, comparativamente com os animais de caudas cortadas, levando a concluir que o corte de caudas é uma medida útil na redução das mordeduras. Por outro lado, está bem documentado que a caudofagia é um problema multifatorial, onde fatores como a falta de enriquecimento ambiental, a densidade animal, a nutrição inadequada, e fatores ambientais são considerados relevantes para este problema. Neste enquadramento é objetivo no presente trabalho avaliar o efeito que o corte de cauda tem na performance produtiva dos animas (peso, mortalidade, incidência de mordedura) e perceber qual a percentagem de animais afetados pela caudofagia, através do acompanhamento de três lotes de animais desde o seu nascimento até à fase de engorda. Os animais em estudo foram distribuídos em diferentes grupos divididos em vários parques, de três formas diferentes: porcos com cauda cortada; porcos com cauda intacta; 50% de porcos com cauda cortada e 50% de porcos com cauda intacta. Como resultados gerais destacamos o facto de não haver diferença nos parâmetros produtivos, no entanto é possível realçar as elevadas percentagens de mordedura na recria e engorda, sendo que a probabilidade de incidência do comportamento de mordedura de animais com cauda intacta foi de 84 vezes superior aos animais com cauda cortada quando observados na recria. No que respeita a engorda este problema revela-se 5 vezes superior quando comparados novamente os dois grupos. Ao analisar os animais da recria e da engorda num todo observou-se que a probabilidade de os porcos com cauda intacta serem mordidos é 21 vezes superior, relativamente aos animais com cauda cortada. Dado que a legislação aponta a supressão do corte de cauda e visto que a probabilidade de porcos apresentarem cauda mordida aumenta em animais com cauda intacta, os resultados do presente trabalho sugerem que esta prática tem de ser reavaliada, devendo ser avaliados e melhorados todos os potenciais fatores de risco e ao realizá-la temos de ter cuidado como a fazemos e ter uma avaliação permanente da resposta dos animais e dos efeitos.
Tail docking is a day-to-day practice in pig farming to reduce tail bites, a behaviour called tail biting. However, the legislation states that tail-docking should not be done routinely. Although the incidence of tail-biting behaviour is higher in intact-tailed pigs compared to the cut-tailed animals, leading to the conclusion that tail-cutting is a useful measure in reducing bites. On the other hand, it is well documented that tail biting is a multifactorial problem, where factors such as lack of environmental enrichment, animal density, inadequate nutrition, and environmental factors are considered relevant to this problem. In this context, the objective of the present study is to evaluate the effect that tail cutting has on the productive performance of animals (weight, mortality, the incidence of bite) and to understand the percentage of animals affected by tail biting, by following three lots of animals since your birth until the fattening phase. The animals under study were distributed in different groups divided into several parks, in three different ways: pigs with cut tail; intact tailed pigs; 50% cut tailed pigs and 50% intact tailed pigs. As results show the fact that in general there is no difference in the productive parameters; however, it is possible to highlight the high percentages of bite in the rearing and fattening, and the incidence of the biting behaviour of animals with the intact tail was 84 times higher than the other animals. Concerning fattening this problem is five times higher when comparing the two groups again. By analyzing the rearing and fattening animals as a whole, it was observed that the intact tailed pigs were 21 times more bitten than the animals with the cut tail. Given the new legislation which points to the suppression of tail-docking and since the likelihood of pigs having a bitten tail increases in intact-tailed animals, the results of the present work suggest that this practice has to be re-evaluated, and in doing so we must be careful how we do it.
Description: Dissertação de Mestrado em Engenharia Zootécnica
URI: http://hdl.handle.net/10348/9905
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:DZOO - Dissertações de Mestrado
TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Mara Filipa Lopes Parreiras.pdf
  Until 2021-01-21
2,11 MBAdobe PDFView/Open Request a copy
Declaração Mara Filipa Lopes Parreiras.pdf
  Restricted Access
1,99 MBAdobe PDFView/Open Request a copy
Validação Mara Filipa Lopes Parreiras.pdf
  Restricted Access
524,91 kBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.