Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/7216
Title: Efeito do banho de imersão em água fria na temperatura superficial da pele e no edema muscular após execução de exercícios de treino de força com a metodologia Bí-set
Authors: Reis, Mariana Isabel Fontes
Advisor: Alves, José Vilaça
Keywords: Treino de força
Crioterapia
Lesão muscular
Imersão em água fria
Issue Date: 2016
Abstract: Introdução: O Treino de Força (TF) provoca stress mecânico e stress metabólico proporcionando alterações na estrutura muscular e na temperatura da pele. Não é consensual o efeito do banho de imersão em água fria na recuperação muscular após exercícios de TF. Deste modo, o objetivo do presente estudo é observar, através de análise termográfica e de ultrassonografia, o comportamento do efeito do banho de imersão (BI), do músculo da face anterior do braço, após um protocolo de exercícios de TF organizados em Bi-set, em mulheres. Método: Para o efeito 10 jovens caucasianas, do sexo feminino, estudantes universitárias, sedentárias, com uma média de idades de 21,00±1,15 anos. Foram submetidas a um protocolo de TF (5 séries de 10 repetições de flexão de cotovelo com Halteres com a mão em supinação seguido de 5 séries de 10 repetições de flexão do cotovelo com halteres com a mão neutra, com uma carga correspondente nos dois exercícios a 70% de 1RM, em Bi-set), em duas sessões, com intervalo de 7 dias, diferindo entre si na aplicação do BI (20 min a uma temperatura de 8,3ºC±0,76, imediatamente após e 24 horas após o protocolo de exercício), numa das sessões. Na outra sessão aplicou-se uma recuperação passiva. Foi recolhido, em ambas as sessões, imagens da TSP e imagens de ultrassom nos momentos pré, imediatamente após, 24h, 48h e 72h após o protocolo de exercícios. Resultados: Em relação a temperatura superficial da pele (TSP) foi observado um efeito momento (F(12, 216)=18,511; p<0,0001; ƞp2=0,507) no braço de controle (BC), no braço de exercício (BE) (F(12, 216)=19,154; p<0,0001; ƞp2=0,516), na zona abdominal (TA) (F(12, 216)=39,616; p<0,0001; ƞp2=0,688) e no esterno (TE) (F(12, 216)=23,864; p<0,0001; ƞp2=0,570). Não foi observado um efeito sessão nem uma interação momento X sessão. Em relação à distância entre o úmero à camada adiposa (DUA), no BC não foram observados efeito momento e sessões. Não foi observado uma interação momento x grupo. Já em relação ao BE foi observado um efeito momento (F(4, 72)=6,616; p<0,0001; ƞp2=0,269), mas tal como no de controlo não se observou uma interação momento x sessão nem um efeito sessão. Conclusão: A resposta da temperatura superficial da Pele e o edema muscular aos exercícios de TF organizados em Bí-set é independente do uso ou não do Banho de Imersão. Existe uma resposta aguda do edema muscular e uma elevação da temperatura superficial da pele no período de 24h a 48h após exercício. Estes resultados só devem ser extrapolados para sujeitos com as características específicas das do presente estudo e com a metodologia idêntica à do presente estudo.
Introduction: Resistance Training (TF) induces a mechanical and metabolic stress providing changes in muscle structure and skin temperature. There are no consensual results in literature of the cold water immersion effectiveness on muscle recovery after TF exercises. The aim of this study was to observe the effect of cold water immersion on muscle edema behavior and superficial skin temperature, of the anterior arm side, after a TF exercise protocol organized in bi-set, by means of thermal and ultrasound analysis. Method: 10 young Caucasian females, university students, sedentary, with an average age of 21.00 ± 1.15 years were submitted to a resistance training protocol (5 sets of Biceps Curl and Hammer Biceps Curl at 70% 1RM Bi-set), performed in two different weeks. In one of the weeks, subjects performed a passive recovery, were no cryotherapy method was applied. In the other week, subjects were submitted to a coldwater immersion protocol (20 minutes at 8,3ºC±0,76, immediately post as well as 24h post exercise). In the two weeks, thermal images, as well as ultrasound images, were taken pre, immediately posts as well as 24h, 48h and 72h post exercise, to evaluate the muscle thickness and the inflammatory response. Results: There are an effect moment in the control arm (F(12, 216)=18,511; p<0,0001; ƞp2=0,507), experimental arm (F(12, 216)=19,154; p<0,0001; ƞp2=0,516), sternum (F(12, 216)=23,864; p<0,0001; ƞp2=0,570) and Abdominal skinfold fat F(12, 216)=39,616; p<0,0001; ƞp2=0,688) relative to skin temperature. There an moment effect (F(4, 72)=6,616; p<0,0001; ƞp2=0,269) for the control arm relative to muscular edema. Conclusion: Skin temperature and muscular edema response to a Bi-set resistance training protocol was no influenced by the application of the cold water immersion protocol. An acute response of the muscular edema and superficial skin temperature was found 24h and 48h after exercise. These results there are only applied to the methodology applied on this study.
Description: Dissertação de Mestrado em Ciências do Desporto, Especialização em Atividades de Academia
URI: http://hdl.handle.net/10348/7216
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:DCDES - Dissertações de Mestrado
TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
msc_mifreis.pdf911,04 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.